como poupar dinheiro

Como poupar dinheiro por mês: nada é impossível quando se torna rotina

Saber como poupar dinheiro e fazer disso uma rotina pode ser mais importante do que investir. Isso porque, mesmo com apenas um salário mínimo, já é possível guardar um pouco todo mês para ter uma reserva sem os riscos de um investimento.

 

Você sabe como poupar um pouquinho do seu dinheiro todo mês? Já conseguiu alguma fez fazer isso efetivamente? Então vem com a gente que nós explicamos como isso é possível.

 

Porque poupar dinheiro todo mês

 

Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aproximadamente 60% das famílias brasileiras terminaram o ano de 2016 endividadas.

 

Isso é um reflexo da economia do país, mas também da cultura dos brasileiros de ter muitos gastos por impulso e pouco planejamento para o futuro. É preciso sair dessa constante e aprender como poupar dinheiro todo o mês.

 

Aprender a poupar uma porcentagem do que se ganha todo mês irá facilitar para que dívidas não sejam feitas, para que haja uma segurança financeira em caso de emergências e para que seja possível melhorar de vida lá pra frente. Transformar a economia em rotina permite criar outros planos, realizar desejos mais relevantes e duradouros, ter mais qualidade de vida, independência financeira, cuidar da família, investir em um negócio próprio, entre outras coisas.

 

Quanto poupar por mês

 

O mais indicado é seguir a regra do 50/30/20, ou seja, 50% do seu dinheiro mensal deve ser para contas básicas, 30% para gastos no bem estar e 20% ir para a poupança. Esse cenário ideal é o que irá mais rapidamente permitir uma mudança de vida e garantir estabilidade.

 

Entretanto, nem sempre isso é possível. Nesses casos, o mínimo a ser reservado por mês é 10% do salário mensal, ou seja, se você recebe R$2.000,00 por mês, R$200,00 serão destinados para uma poupança.

 

Como poupar dinheiro todo mês

 

As formas de poupar dinheiro variam de acordo com seu estilo de vida e situação atual, mas se você está empregado, é sempre possível economizar. Isso porque, assim como escovar os dentes todos os dias, comer uma fruta, praticar exercícios físicos, economizar dinheiro é um hábito.

 

Para todo hábito, o primeiro passo é criar disciplina. Comece devagar, alterando uma ação em favor da sua economia por vez. O primeiro passo pode ser cortar gastos supérfluos, como o lanche da tarde, uma peça de roupa comprada por impulso, um chiclets no caminho para o trabalho.

 

São coisas que parecem pequenas, mas que ao fim do mês fazem uma diferença considerável. Anote por um mês tudo o que você gasta e veja quais são as despesas que poderiam ser cortadas. É por elas que você deve começar.

 

Depois disso, você pode criar o hábito de enxugar ao máximo as contas: economizar energia, gás, água e outros gastos em casa. Existem ações simples e práticas que podem ser tomadas no dia-a-dia e que diminuem consideravelmente os gastos nos boletos.

 

Quando for pagar as contas, prefira quitar todas no mesmo dia logo no início do mês para que já tenha ideia de quanto terá disponível para os outros gastos. Ao ganhar um dinheiro inesperado, não gaste, guarde sempre.

 

Uma boa estratégia para poupar dinheiro é guardar todos os dias um valor na poupança, como se estivesse comprando algo de R$2,00,  R$5,00 ou R$10,00. O valor a ser escolhido será de acordo com suas condições atuais. Será como aquele café, bala ou sobremesa que você estará economizando diretamente na poupança.

 

Todos os bancos já oferecem um serviço chamado poupança programada. Você escolhe a quantia que deseja economizar, por quanto tempo e o banco transfere o valor na data exata para a sua poupança. Essa alternativa é muito útil para quem se esquece de separar o dinheiro da poupança mensal.

 

Um dos pontos mais importantes e muito violados pela grande maioria: não assalte a poupança nunca, a não ser que seja por uma verdadeira emergência, como um problema de saúde, por exemplo.

 

Se essas ações estão parecendo impossíveis, o mais importante é mudar sua atitude com relação à reserva de dinheiro. Não será uma perda na sua qualidade de vida, serão apenas novos hábitos adotados aos poucos para ter melhores alternativas depois. A satisfação virá em maiores quantidades no futuro.

 

Então faça uma planilha com todos os seus gastos e custos, corte despesas desnecessárias, estipule um limite mensal para seu bem estar e guarde dinheiro na poupança sempre!

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *