fundo fgts

Antecipar seu fundo FGTS pode ser cilada

Semelhante a antecipação do imposto de renda ou do 13º, bancos como o Bradesco, Banco do Brasil e Santander Brasil já fizeram campanhas para o adiantamento do saque do fundo FGTS liberado.

 

O BB Crédito Antecipado FGTS permite o adiantamento de até 80% do valor do benefício entre R$ 800 e R$ 20 mil, com taxa de juros de 4,29% ao mês. O pagamento deverá ser feito em parcela única em 1º de agosto. Os clientes do Bradesco poderão antecipar o valor total do que têm a receber do fundo, com taxa média de 3,5% e pagamento em parcela única até 31 de julho, prazo limite de recebimento das contas inativas.

 

O Santander promete dinheiro liberado aos clientes que solicitarem a antecipação em até 24horas depois do pedido. As taxas cobradas pelo banco variam de 2,59% a 4,59% ao mês e a quitação deve ser feita na data em que o valor for liberado pelo governo.

 

Parece positivo, mas pode ser um grande cilada. Com altas taxas de juros, burocracia e processos lentos, o valor real do FGTS pode ser reduzido em quase 50% do valor no final das contas. Os poucos casos onde o saque do FGTS são recomendados são para quitar dívidas urgentes, ainda assim feito de forma cautelosa e analisando outras opções de financiamento.

 

Um dos maiores riscos para o trabalhador que pretende sacar o FGTS inativo é a burocracia. O dinheiro aparece no extrato, mas isso não necessariamente significa que é só chegar e sacar. O saque continua sendo feito diretamente na Caixa Econômica e pode levar até um mês para ser liberado.

 

É preciso ficar sempre atento com relação à taxas de juros e processos burocráticos no financiamento dos bancos. Está precisando quitar dívidas e não sabe como fazer seu controle financeiro? Veja mais informações sobre isso em nosso texto aqui.

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *