celcoin

CELCOIN É ELEITA A MELHOR STARTUP DO BRASIL PELO SEEDSTARS

O Celcoin, aplicativo que transforma o celular em maquineta para revenda de recargas, recebimento de contas e serviços, conquistou o título de Melhor Startup do Brasil em premiação concedida pela Seedstars World na etapa nacional da competição. Disputada por concorrentes de mais de 65 países, a premiação contou com a avaliação de um júri formado por executivos de importantes empresas de inovação, como Google, Bradesco Swissnex Brazil, Continental e Startup Farm.

O evento é considerado hoje uma das maiores competições mundiais entre startups. Foram mais de 250 startups brasileiras inscritas, 40 apresentações, 5 finalistas e um vencedor, posição alcançada pela Celcoin. Além do prêmio de US$ 70 mil dólares em serviços, a startup brasileira participará da final global do programa, que acontecerá em 2018, na Suíça, onde a empresa terá a oportunidade de ganhar prêmios de até US$ 1 milhão em investimentos.

Esse é o segundo prêmio importante da trajetória da startup brasileira. Em setembro, a Celcoin foi indicada como a Melhor Fintech do Brasil pelo BBVA Open Talent, outro prêmio referência do setor. Lançado em 2016, o aplicativo Celcoin transforma smartphones em máquinas para pagamentos de serviços públicos, recargas e serviços de transporte, podendo ser usado, inclusive, por exemplo, por pequenos empreendedores e comerciantes que desejam oferecer serviços de recargas, pagamento de contas e outros serviços de conveniência, como a consulta de CPF, em seus estabelecimentos.

“Este prêmio enaltece o valor do nosso produto e nossa gestão estratégica à frente da empresa. Criamos uma solução focada no pequeno empreendedor brasileiro, que busca formas inteligentes para gerar mais receita, estimular a fidelização de clientes e abrir novas oportunidades de negócios, e ter esse esforço reconhecido pelo Seedstars World é altamente motivador”, explica o CEO da fintech, Marcelo França.

A estratégia de negócio da Celcoin reverteu em uma rápida expansão: a fintech atingiu o break-even no final do primeiro semestre de 2017. Em menos de 20 meses de operação, a plataforma já possui uma rede de 5 mil agentes ativos processando mais de 20 milhões de reais por mês em recargas, pagamentos e outros serviços.

“Vencer prêmios como o SeedStarts World e BBVA Open Talent é essencial para validar nosso modelo de negócios, que é disruptivo e inovador”, complementa França. Entre os usuários do aplicativo estão donos de banca de jornal, lojistas, taxistas, motoristas de aplicativos, papelarias, salões de beleza, entre outros.

 

(Esquerda pra direita: Adriano Meirinho, Marcelo França, Daniel Arjuna, Julio Paulino)

(Esquerda pra direita: Adriano Meirinho, Marcelo França, Daniel Arjuna, Julio Paulino)

 

 

 

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *