qualidade de vida

Qualidade de vida: por uma relação mais saudável com o seu trabalho

É muito mais fácil encontrar uma pessoa insatisfeita com seu trabalho do que o contrário. A rotina de acordar cedo, trabalhar 8h por dia, ter apenas 1h30 de almoço, voltar para casa à noite e começar tudo de novo no outro dia não é fácil para ninguém.

O problema começa quando essa rotina se torna cada vez mais pesada, quando os domingos são sinal de desespero para a semana que está chegando e começam a ser percebidas mudanças graves no corpo e no comportamento.

A qualidade de vida vai caindo sem percebermos os efeitos negativos disso em nossa saúde física ou mental, na convivência social e nas expectativas para o futuro. Mas o que fazer para frear essa situação? Largar o emprego?

Antes de desistir, tente resolver

Apesar de esse ser o nosso impulso, nem sempre é realmente tudo sobre o seu emprego que está causando tanto desconforto. As vezes são questões pessoais com outros membros da equipe, uma sobrecarga de trabalho que pode ser distribuída, os horários que não se encaixam com picos de produtividade.

A melhor coisa a se fazer em um primeiro momento é tentar identificar esse pontos dentro de seu ambiente de trabalho e buscar alternativas. Quem sabe o seu chefe não libera um horário mais flexível? Quem sabe você não consegue ser realocado para outra atividade? Nem sempre as coisas não tem solução.

Entenda seus objetivos

Se resolver os problemas dentro do seu ambiente de trabalho não adiantou, talvez você esteja insatisfeito por questões mais profundas e pessoais. Será que o trabalho em que você está é realmente algo que te impulsiona para frente? Quais são suas metas com ele?

É claro que nem sempre conseguimos trabalhar com aquilo que amamos, mas na maioria das vezes as outras atividades que realizamos são meios para chegar em outro lugar. Quando estamos em um trabalho que não é ideal, mas temos um propósito para estar ali, fica muito mais fácil seguir em frente.

Encontrar esse propósito, o significado de tantas horas de esforço, faz toda a diferença tanto para realizar melhores projetos quanto para sua qualidade de vida e seu destino no futuro.

Não tente se encaixar no modelo

Um trabalho fixo, estável, de oito horas diárias e hierarquia definida não é para todo mundo. Esse ainda é o modelo mais aceitável de vida, mas não é o que você precisa fazer por todos os seus dias.

Procure por alternativas além daquelas que nos são colocadas à frente desde os primeiros anos de vida. As vezes o certo para você é montar o próprio negócio, ser um profissional freelancer, construir seu próprio produto artesanal. Não dá para saber até que você tente.

Se você não pode largar sua fonte de renda atual para isso, organize sua rotina para começar um projeto pessoal que te dê a energia e satisfação necessária. Seu trabalho dos sonhos pode ser construído passo por passo.   

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *