o que não fazer

Não sabe o que quer fazer da vida? Crie uma lista de o que não fazer

Quando vamos planejar qualquer atividade, projeto ou sonho em nossas vidas, costumamos nos questionar sobre todas as coisas que temos interesse em fazer. Pensamos sobre as habilidades que nos vem com facilidade, sobre os conhecimentos que já adquirimos, sobre as oportunidades que estão em nossa frente. Esquecemos que, muitas vezes, a melhor forma de entender o que queremos fazer é a partir do que não fazer.

Se você cria uma lista de afazeres do dia, por exemplo, muitas vezes tarefas muito pontuais como “buscar um exame” ou “comprar detergente” vem logo seguidas de outras como “planejar o projeto”, “contratar fornecedores” ou “organizar os contratos”. Projetos de longo termo são misturados com tarefas pontuais e o trabalho fica no meio de outras atividades pessoais.

Um jeito de organizar isso é criando mais de uma lista a partir da importância de cada ação. Por exemplo, criar uma lista de coisas que precisam ser feitas hoje, uma lista de coisas que precisam ser feitas em longo prazo e, por mais estranho que pareça, uma lista de o que não fazer.

A lista de o que não fazer

Criar uma lista de “not to do’s” serve para nos lembrar daquilo que conscientemente decidimos que não vale o nosso tempo. Se você já tem mais de vinte anos, provavelmente já juntou uma boa quantidade de ideias sobre o que não serve para você, o que te faz mal ou te leva para um caminho diferente daquele que você sonha hoje.

Podem ser coisas bem simples como “não pegar no celular enquanto trabalha” ou “não gastar com almoços fora de casa”, até coisas como “não investir no projeto x”, “não mudar para a cidade y” ou “não se envolver com a área jurídica.”

O jeito que passamos nossos dias é o jeito que vivemos nossa vida. Um jeito de olhar para isso é a partir do que não fazemos. Especialmente em um cenário onde tudo exige nossa atenção, saber para onde não olhar é fundamental na hora de focar naquilo que realmente desejamos. A lista de o que não fazer nos ajuda a priorizar essas ações.

Olhe de novo para seus propósitos pessoais

Depois que você entende o que não quer fazer, tome um tempo para analisar mais uma vez seus propósitos pessoais. Dedicar atenção para entender sua missão atual, a visão de sucesso para você hoje é o que te ajuda a determinar as tarefas de impacto para chegar lá.

Como cada ação que você tem na lista do que fazer influencia nos seus objetivos? É possível concluir essa ação por conta própria? Quando você aceita que existem mais coisas fora do nosso controle do que realmente controláveis, uma certa liberdade surge para se esforçar ainda mais em todos os aspectos, sabendo que os planos podem mudar e só entendendo por onde você não quer ir que você encontra o seu caminho.

Esse exercício é essencial para aumentar sua energia e inspiração em alcançar seus desejos, te liberando do sentimento de prisão e incapacidade. Tudo é flexível e você tem a capacidade de se modificar de acordo com cada movimento.

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *