indicadores economicos

O que são indicadores econômicos e porque você deveria saber disso?

Quando participamos de uma aula prática de física, por exemplo, o professor usa modelos de plástico, metal ou virtual, para explicar o funcionamento dos fenômenos. Na economia é a mesma coisa. Os economistas usam modelos na forma de diagramas e equações, indicadores econômicos para explicar os conceitos e mostrar os fenômenos.

Como empreendedor, você precisa conhecer alguns desses indicadores. É preciso compreender o efeito da variação desses indicadores sobre o seu negócio. Quando você receber a notícia de que algum índice cresceu ou diminuiu, é importante saber qual é o reflexo no mercado de trabalho, nas suas vendas, compras e investimentos.

Principais indicadores econômicos

Preço de moeda

O empreendedor do pequeno negócio pode imaginar que variação dólar é coisa para preocupação de empresas grandes, porém não é bem assim. Tanto a falta quanto a queda do dólar trazem implicações para o pequeno negócio. Vivemos numa economia lastreada pelos dólares, tudo o que se compra ou se vende aos outros países, temos essa moeda para transação.

Se o dólar sobe, sobem os preços dos produtos importados, como os computadores e veículos, que dependem de peças importadas. O preço do pão, que depende do trigo importado, também.

Por outro lado, o dólar alto proporciona aos nossos produtos ficarem mais baratos para vender no mercado externo, ficamos mais competitivos para exportar. O inverso também é verdadeiro: se o dólar cai, a competição diminui.

Inflação

A inflação é medida a partir da verificação dos preços de uma centena de produtos. Existem diversos índices, divulgados por várias instituições, para aferir diferentes tipos de inflações. Alguns deles são o IBGE, FGV, e FIPE.

Desde 30 de julho de 1999, o Conselho Monetário Nacional estabeleceu como índice oficial de inflação do Brasil o IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Ampliado. Este é medido mensalmente pelo IBGE. Ele tem por objetivo medir a inflação de um conjunto de produtos e serviços comercializados no varejo, referentes ao consumo pessoal das famílias, cujo rendimento varia entre 1 e 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte de rendimentos.

No entanto, para o empreendedor o que importa é o sentido da inflação, o aumento dos preços de bens e serviços. Quando ela cresce, com o mesmo dinheiro você vai comprar menos e vice-versa. Isso quer dizer que, com a inflação alta, o poder de compra das pessoas diminui, fazendo com que elas consumam menos e de forma mais seletiva.

Em um regime inflacionário elevado, por exemplo, acima de 10%, você começa a perder as referências dos preços, tanto para as compras como para as vendas. Os produtos e serviços passam a ter divergências especulativas de preço, com variações que chegam a ultrapassar 100% de um fornecedor para o outro.

Os custos vão aumentar, as vendas podem diminuir e você terá que tomar a decisão de aumentar ou não os preços. Terá que observar com muita atenção como estão se comportando os concorrentes. Você também será levado a desenvolver produtos ou serviços alternativos, na busca de competitividade que possibilitem absorver a inflação sem elevar os preços.

INPC

Outro índice importante para os micro e pequenos empreendedores é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor, produzido e divulgado mensalmente pelo IBGE. Ele mede a variação mensal do custo de vida das famílias de assalariados com rendimento mensal entre um e cinco salários mínimos, pesquisando nas onze principais regiões metropolitanas do país. Ou seja, visa mostrar o aumento do custo de vida nessa faixa de renda, que representa 50% da população brasileira.

Para os micro e pequenos empreendedores, esse índice afere o comportamento de compra do seu público-alvo. Se o INPC cresce seguidamente de forma relevante durante meses, representa que o poder de compra dos consumidores, seus clientes, vem diminuindo sistematicamente e que as vendas e receitas serão afetadas.

PIB

Ao pé da letra PIB quer dizer Produto Interno Bruto, que significa a soma de todas as riquezas produzidas no país num determinado período. Ele mede a atividade econômica. Se o PIB cresce, estamos produzindo mais. Se o valor é alto, estamos crescendo muito, se pequeno estamos crescendo pouco. Se o PIB é negativo, significa que o país se encontra em declínio. Se durante dois ou mais trimestres consecutivos ele é negativo, indica que o país está em recessão econômica.

O que interessa o PIB para o seu negócio? Se ele está crescendo é hora de produzir mais, buscar crescer. Se ele está diminuindo ou é negativo, é hora de cautela, controlar os custos, procurar se esforçar mais para vender, buscar novos clientes e mercados. Ou seja, encontrar alternativa para não ser atingido pela crise econômica.

Taxa SELIC

SELIC significa “Sistema Especial de Liquidação e Custódia”. Este é um grande sistema computadorizado através do qual as instituições financeiras fazem suas transações de compra e venda de títulos públicos online.

Contudo, o que interessa para o empreendedor é um derivativo do conceito, a taxa referencial SELIC. Ela é a taxa que o governo paga a quem adquire títulos públicos. Por esta razão, como o nome diz, é a taxa referencial de juros para o mercado. Em outras palavras, é a taxa básica utilizada pelas instituições financeiras como referência para o cálculo das demais taxas de juros cobradas pelo mercado.

Quando a taxa referencial SELIC sobe, o juro que você vai pagar pelo empréstimo vai aumentar. Outra importância da taxa referencial SELIC é que ela serve de referência para atualizar o recolhimento em atraso de tributos e contribuições federais, caso você atrase pagamentos de impostos.

Esta taxa é informada mensalmente pelo Banco Central do Brasil por meio de reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM). Se o governo aumenta a SELIC, as instituições financeiras aumentam os juros, temos menos pessoas e empresas tomando empréstimos para compras financiadas e investimentos, provocando menor consumo, levando à diminuição dos preços e, consequentemente, à redução da inflação.

Agora que você conheceu alguns indicadores econômicos, é importante ficar atento às suas atualizações mensais. Informe-se e se movimente de acordo com o mercado para não ficar para trás.  

 

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *