Por que fazer o Controle Financeiro Pessoal?


Apesar de ser uma prática muito útil para o planejamento das finanças, o controle financeiro pessoal ainda não é muito aproveitado pelas pessoas. Mas a tarefa é fácil e a gestão deste quesito é simples! Com boa organização, é possível realizar um controle financeiro pessoal para te deixar tranquilo por um longo prazo. Confira alguns motivos e dicas para você começar a planejar suas finanças agora mesmo:

Mais segurança

Um dos principais motivos para começar a investir em controle financeiro, seja para um indivíduo ou organização, é a segurança. Planejando as finanças, é possível organizar melhor as entradas e saídas e fugir das dívidas difíceis de pagar. Quando os gastos são organizados, fica mais fácil analisar as despesas e saber quando você deve aumenta-las ou reduzi-las.

Evita endividamentos

Um dos problemas que afeta não apenas empreendedores, mas também famílias brasileiras, é a questão do endividamento. De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), janeiro de 2019 começou com aumento no percentual de famílias endividadas no Brasil – foi de 59,8% em dezembro e foi para 60,1%. Para fugir desta estatística, é preciso tomar duas ações:

Identificar rendimentos, gastos e despesas

É preciso anotar todas as informações sobre os rendimentos e gastos mensais. Registre todos os rendimentos e gastos para ter uma visão ampla da sua situação financeira ao longo do ano. Após registrar as entradas e saídas, é preciso detalhar as despesas. Considere contas fixas, variáveis e esporádicas. Com isso, é possível analisar por completo as despesas mensais e definir o seu custo de vida.

Elaborar um planejamento estratégico

O planejamento estratégico é o documento que contém os seus objetivos, orçamentos e plano de ações. Ou seja, com o planejamento estratégico é possível elaborar todas as medidas que serão executadas para atingir as metas. Com este plano, é possível se preparar para quitar aquela dívida antiga, ou guardar dinheiro para a compra de um carro, por exemplo.

Tenha um colchão financeiro

Após o diagnóstico de finanças, é importante manter uma condição de prevenção para evitar os riscos no curto e médio prazo. É preciso investir em um colchão financeiro. Para cria-lo, basta você multiplicar o seu custo mensal por seis. O valor resultante será o seu colchão financeiro e garantirá que você não precise pedir ajuda ou recorrer a empréstimos nos momentos de emergência.  

E para um controle financeiro pessoal efetivo, é possível contar com algumas estratégias e ferramentas de suporte, como:

Planilhas

Conte com o suporte de planilhas e sistemas de gestão financeira se você tiver dificuldades para gerir as finanças. Com as planilhas, você acompanha seus ganhos e gastos e pode direcionar melhor seu dinheiro. Além disso, é possível se organizar conforme as condições financeiras: ceder um pouco em momentos de crescimento, ou segurar, agir com prudência e cortar gastos não essenciais.

Educação Financeira

Conhecer os cálculos financeiros básicos pode te ajudar a entender melhor o que fazer com seu dinheiro e se proteger dos riscos. Não apenas para aprender a economizar, a educação financeira pode te ajudar ainda a aprender como investir corretamente. Procure entender as melhores opções para fazer o seu dinheiro se valorizar ou o que é um mal investimento, por exemplo, para tomar decisões inteligentes.

Mude seus hábitos de consumo

A mudança nos hábitos de consumo é uma das principais estratégias para trabalhar o dinheiro de forma correta. Procure pelos preços mais baixos na hora de comprar, evite despesas supérfluas e pense muito bem antes de gastar! Mudar os hábitos é um passo primordial para tomar o controle financeiro e gerir bem o seu dinheiro.

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *