Organizar o fluxo de caixa da sua empresa

Reserva de emergência: Qual a importância para o micro-empreendedor?

Empreender não é uma tarefa fácil, mas você pode se precaver de imprevistos e evitar maiores problemas se seguir algumas regras fundamentais para a gestão do seu negócio. Uma delas é ter uma reserva de emergência, fundo que te dá suporte durante alguns meses caso algum problema aconteça. Afinal, é melhor prevenir do que remediar.

Confira abaixo algumas dicas para você começar 2020 fazendo a sua reserva de emergência:

1 – Organize o seu fluxo de caixa: registre todas as transações financeiras, desde o aluguel do estabelecimento até a despesa mais simples do seu negócio. No final, cada centavo faz toda a diferença; 

2 –  Separe todos os meses a sua reserva: Após organizar todos os seus recebimentos e despesas, é possível que já tenha uma visão clara da situação financeira da sua empresa. Feito isso, defina quanto irá poupar todos os meses para a sua reserva; 

3 – Invista a sua reserva e faça seu dinheiro trabalhar por você: O CDB com liquidez diária é uma boa alternativa para o fundo de emergência; 

4 – Use somente para emergências: Não utilize a sua reserva de emergência se você não estiver de fato precisando dela. Ela poderá ser mais útil no futuro se você estiver em algum aperto. 

Gostou das nossas dicas? Conta pra a gente, você tem a sua reserva de emergência? Utiliza alguma técnica para poupar?

 

Veja também

Como oferecer serviços digitais em seu negócio

Meus Atalhos: nova funcionalidade para gerenciamento de links

Como carregar seu saldo da Rede Celcoin

5 passos para fazer sua reserva de emergência

3 thoughts on “Reserva de emergência: Qual a importância para o micro-empreendedor?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *